Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

De: Rogerio de Ibitiara
companheiro de Luta muito obrigado por ter acreditado no nosso grupo desde 2008 e o resultado esta a...


De: Lilia Sanatana
Lilia Santana Conte com nosso apoio, sabemos que esta é uma luta que tem muita gente desleal e qu...


De: ANA
Parabenizo Vossa Excelência na participação na luta contra questão da seca que é de extrema relevân...


Notícias
Publicada em 22 de Junho de 2013 ás 08:45:11
Share
Zé Neto fala sobre onda de manifestações e dos hospitais estaduais de Feira em entrevista a rádios da cidade

Zé Neto durante entrevista

Com relação aos manifestos no país, o deputado disse que a grande mensagem que os políticos têm que ouvir, é que a pauta tem que ser aprimorada na transparência, melhorando a situação no que diz respeito à saúde, a segurança e a educação

Neste final da semana que antecede o período festivo em comemoração ao São João, o deputado estadual e líder do governo na Assembleia Legislativa da Bahia, Zé Neto (PT), concedeu entrevista aos radialistas Luiz Santos e Valdeir Uchoa, dos programas Linha Direta com o Povo e de Olho na Cidade, respectivamente, na Sociedade AM de Feira de Santana.

Durante as entrevistas, o deputado falou sobre as dificuldades enfrentadas pelo Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), sobre a nova direção do Hospital Estadual da Criança (HEC), a atuação do Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (IMIP) frente ao HEC e sobre as manifestações que estão ocorrendo em diversas cidades do País nos últimos dias.

Sobrecarga do HGCA

Zé Neto falou sobre dificuldades enfrentadas pelo HGCA afirmando que, atualmente, 83% do funcionamento do hospital é para atendimento municipal, deixando-o sobrecarregado. De acordo com ele, o governo municipal não investe em saúde básica, paga os piores salários da Bahia para os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Agentes de Combate às Endemias (ACE), sem contar o pronto-socorro e a obstetrícia do Hospital Dom Pedro de Alcântara (HDPA) que se encontram fechados e todos os postos de saúde funcionando inadequadamente.

Hospital Universitário

O deputado ainda comentou sobre planos de mudança no HGCA, no sentido de possibilitar melhor atendimento à população. “Nós queremos transformar o Clériston Andrade em um hospital de referência em saúde mental e que possa atender, também, aos casos de dependência química com mais especialidade. Além disso, estamos avaliando com a Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) a possibilidade de tornar o Clériston Andrade um hospital universitário. Estou muito esperançoso”, disse o parlamentar.

Atuação do IMIP

Segundo Zé Neto, o Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (IMIP) tem total autonomia quanto à gestão do HEC, com a responsabilidade de prestar serviços de qualidade e atendimento mais especializado para que o hospital possa ter a resolutividade que a população merece. “Eles estão apostando em um procedimento novo com relação ao atendimento às urgências e a todas as especialidades do hospital e o nosso desejo é buscar a cada dia melhorar esse atendimento”, destacou.

Quanto à escolha do novo diretor do hospital, o deputado declarou que o nome deverá ser anunciado oficialmente pela direção do Instituto. “O novo diretor tem um perfil mais técnico e é daqui de Feira de Santana, só não sei se vai ser definitivo ou interino. O IMIP divulgará de forma oficial”, disse.

Zé Neto responde à críticas de Colbert Martins

Segundo Zé Neto, o deputado federal Colbert Martins conhece de perto a realidade enfrentada pelo HGCA e, ainda sim fica, contra a mudança de gestão e não apresenta nenhuma solução. “Estou no governo, recebo crítica; fui oposição, fiz crítica também, agora sempre tive na ponta da língua uma proposta de solução, para melhorar as coisas. Que ele faça crítica ao governo municipal que está com todos os postos de saúde funcionando inadequadamente, que não investe em saúde básica, que paga os piores salários da Bahia para os ACS e ACE, que não investe em ambulatório na cidade, que fechou a Casa de Saúde Santana, que fechou o Pronto Socorro do Hospital Dom Pedro de Alcântara”, declarou.

Sobre as manifestações

“Respeito esse momento importante da juventude. Fiz isso muitas vezes. A indignação é respeitada por nós, mas é preciso tomar cuidado com os grupos que se infiltram no movimento”, essa é a opinião do deputado Zé Neto com relação a essa onda de manifestações.

O deputado falou sobre uma das pautas reivindicadas, que é a corrupção no país. “A corrupção está bem menor do que nos governos passados e na ditadura nem se fala, quando se roubava, se levava tudo e ninguém podia dizer nada. O Brasil é diferente hoje. Lula fortaleceu a Polícia Federal”, destacou.

Zé Neto parabenizou Feira de Santana pela pacificação durante toda a caminhada “Os jovens foram às ruas para dizer o que pensam, e colocaram nas ruas um movimento respeitoso no ponto de vista do patrimônio público. Eu respeito e achei maravilhoso esse momento de grande parte da juventude que foram para as ruas para dizer estamos acordados. Isso é importante, por que eu fiz isso muitas vezes sempre de forma pacífica” declarou.

Para Zé Neto, a grande mensagem que os políticos têm que ouvir, é que a pauta tem que ser aprimorada na transparência, na questão da corrupção, melhorando a situação no que diz respeito à saúde, a segurança e a educação. “Estamos vivendo o melhor momento da história do Brasil com o menor índice de desemprego, saímos de um Brasil que devia ao FMI, não tem na história outro pais que tirou 40 milhões de pessoa da miséria para ter dignidade, colocando 35 milhões de pessoas para ocupar a classe média, sendo que a cada cinco desses quatro são negros, com 1 milhão de jovens no Prouni, com acesso as universidades. Mas reconheço que, ainda assim, temos muito o que melhorar”, disse.

Sobre badernas

“Eu soube que tinha um grupo de irresponsáveis que iriam para a casa do prefeito quebrar tudo. Isso está errado, tem que ir para a rua se manifestar. Fiz o movimento social, fiz parte do movimento estudantil e nunca joguei uma pedra no patrimônio público”, apontou.

O deputado fez uma saudação aos policiais, comandados pelo coronel Adelmário Xavier, responsáveis por manter a ordem, uma vez que em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador, meia dúzia de baderneiros tentaran macular o movimento. “Parabéns ao coronel Adelmário e as lideranças, que sentaram antes do movimento, dialogaram e delimitaram os espaços para que todos tivessem resguardados os direitos de ir e vir”, disse.



Andressa Ádila

Leia Também
Centro de Convenções de Feira: parte física deve ficar pronta até maio deste ano

Gabinete Salvador
1a Avenida, nº 130 - C.A.B. Prédio Nelson David Ribeiro
Gabinete 207 - CEP 41745-001 - Tel: (71) 3115.7133
Gabinete Feira de Santana
Rua Boticário Moncorvo, nº 820 - Kalilândia CEP 44001-304
Tel: (75) 3223-2728